Eco Alerta: Aterro Sanitário ou lixão? Lagoa ou Pasto?

A coluna Eco Alerta estará trazendo sempre denúncias de agressão ao meio ambiente e má utilização de estruturas que por certo podem trazer prejuízos aos ecossistemas. As duas imagens dessa semana vêm do Rio de Janeiro. Uma é de um aterro sanitário que caminha possivelmente para se tornar um lixão, fugindo assim de suas finalidades operacionais. E a outra é de uma lagoa na Zona Oeste da capital carioca que acabou sendo tomada pela vegetação.

Os Aterros Sanitários no Brasil que deveriam ser uma solução para a armazenagem de lixo de forma 3503157546_86878dfd4f_oeficiente, em algumas partes do país mais parecem aqueles antigos lixões. O que deveria ser uma solução se torna um problema. Faltam investimentos, planejamento e projetos como os de implantação de usinas de reciclagem, que por certo aumentam a vida útil destes aterros. No Estado do Rio de Janeiro, mas precisamento na área metropolitana do Rio, alguns problemas vem ocorrendo. O Aterro Sanitário de Gramacho há algum tempo vem se tornando inviável, com rachaduras no solo e pela proximidade da Baía da Guanabara. O Centro de Tratamento de Resíduos (CTR), não saiu do papel. O aterro de Gericinó vinha se desenvolvendo de forma aceitável, começa a entrar em pane. Com a redução cada dia maior do Aterro de Gramacho o lixo vai se acumulando em Gericinó, que perdeu sua condição de aterro sanitário exemplar e nesse momento se transforma num problemático lixão. 

olho_mario Os problemas do sistema laguna da Barra da Tijuca e Jacarepaguá no Rio vem se agravando ano após ano, com o despejo ilegal de esgotos de bairros, condominios, o sistema lagunar foi se deteriorando, entrando em agonia. É possível até sentir o mal cheio que vem das águas dessas lagoas, devido a granda quantidade de sedimentos nos seus fundos e plantas aquáticas crescendo em descontrole alimentadas pela poluição.  Uma denúncia estampou os jornais essa semana no Rio, e foi feita pelo biológo Mario Moscatelli, e mostra no que se transformou a Lagoinha das Taxas no Recreio no Rio de Janeiro. A vegetação aquática tomou todo o espelhos d´água transformando-a em uma espécie de pasto. Com a vegetação densa sobre a supefício, a água fica sem oxigênio, mata a flora e fauna desse ecossistema e ainda provoca mal cheiro.

Quem quiser enviar alguma foto que mostre as agressões ambientais na sua região é só enviar um email para ecobriefings@gmail.com e a nossa redação irá analisar e postar.

 

Foto: Jornal Extra / Lagoa das Taxas – Mario Moscatelle

4 Respostas para “Eco Alerta: Aterro Sanitário ou lixão? Lagoa ou Pasto?

  1. sandra martins vianna

    Por favor gostaria de ter imformações sobre os objetivos é metas para tratar o lixo da cidade do Rio de janeiro.

  2. e um absurdo o que estão fazendo com o nosso planeta, fico muito triste quando passo pela baia de guanabara e vejo a sua poluição, imagino como ela deve ter sido linda um dia cheia de vida, hoje e uma vergonha nacional, ate quando as autoridades não tomarão uma atitude para mudar esse quadro triste.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s