Alerta no ar do Rio de Janeiro

rio de janeiro O Rio de Janeiro pode ter o privilégio de possuir muitos parques e áreas verdes, além da maior floresta urbana do mundo, sem dúvida a maior ação de reflorestamento já feita no Brasil, e vale lembrar que foi realizada há quase 200 anos pelo visionário D. Pedro II, em 1861.

Porém, a cidade sofre os efeitos das grandes metrópoles, e um desses males é a poluição do ar. Esse final de semana saiu uma interessante reportagem na Veja Rio, que vale ser reproduzido alguns trechos aqui no Eco Brifing´s. A revista fez a medição da qualidade do ar em quarenta pontos da cidade, e acabou ligando o alerta para a qualidade do ar respirado pelos cariocas, pois apenas em nove pontos da cidade están dentro dos padrões recomendados pela Organização Mundial da Saúde.

Segundo a Veja Rio os piores resultados foram obtidos em lugares de grande concentração de público como o boêmio bairro da Lapa, os cruzamentos da cidade, e até em boates, estas porque sofrem com a poluição produzida pela fumaça dos cigarros.

Infelizmente as constantes medições demonstram que a idéia de ar limpo no Rio, já não são tão reais.

É o que afirma Antonio Ponce de Leon, do Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e um dos coordenadores do programa Ares Rio, em entrevista a revista.

“Recentemente, concluímos que os efeitos da poluição na vida da população carioca, especialmente na Zona Norte e em direção à Baixada, estão próximos aos níveis de São Paulo, Santiago e Cidade do México.”

O Ecobriefing´s disponibiliza as algumas tabelas análisadas pela Veja Rio.

cidade5

Na primeira tabela, chama atenção a poluição na região da Central do Brasil, onde existe um grande fluxo de passageiros e veículos. A Central do Brasil, é a grande estação ferroviária da cidade, ela é cercada por inúmeras ruas e têm uma grande avenida – Presidente Vargas – bem a sua frente, com um alto grau de concentração de veículos, que certamente constribuem para a poluição do ar no local.

cidade8A qualidade do ar nos túneis não é muito boa, apesar de ventilizadores que ajudam na exaustão do ar. Sabe-se através de estudos que 77% dos poluentes no ar carioca vem dos veículos. Mas uma vez a grande constatação de que os combustíveis fósseis contribuem para a crescente poluição no mundo. A poluição em certas ruas do Rio de Janeiro é tanta, que dentro da Igreja da Candelária no Centro da cidade, o índice chegou a 123 microgramas. Já no cruzamento entre a Avenida Rio Branco e Presidente Vargas o índice é preocupante, com 250 microgramas por metro cúbico.

cidade10

Os grande vilões da cidade são para grande surpresa, as casas norturnas. Ali graças a poluição produzida pelo fumo de cigarros, a qualidade do ar chega a índices preocupantes. Os proprietários das casas afirmam, que apesar de estas possuirem área destinada a fumantes, boa parte dos frequentadores não obedecem as regras e fumam em áreas não permitidas. Para se ter a noção da poluição do ar encontrada pela medição. O índice chegou a 3500 microgramas por metro cúbico. Imagem se isso fosse uma unidade indústrial, os funcionários teriam que usar máscaras para preservar a saúde.

cidade11

Apesar de serem lugares fechados, os shoppings cariocas que foram foco da medição passaram nos testes, e estão nos padrões da OMS.

A boa noticia fica por conta das áreas turísticas da cidade e da orla, que são considerados dentro dos padrões, porém nos parques, o do Aterro do Flamengo tem um índice superior aos demais, talvez pelo grande afluxo de veículos nas pistas do Aterro. Na orla, o indice é influenciado pela maresia que não é prejudicial a saúde. Só sendo considerada um pouco maior na pista da orla de Copacabana que têm um bom fluxo de veículos. Em Copacabana as avenidas Barata Ribeiro e Nossa Senhora de Copacabana, certamente devem ter um índice de microgramas considerável. A revista não traz os dados, porém a se saber que ali em boa parte do dia há uma grande concentração de veículos, os dados devem se confirmar.

cidade11 cidade15

Seria interessante também saber o índice de poluição do ar na Avenida Brasil, que tem um grande fluxo de caminhões, além de unidades indústriais. E também em algumas regiões da Zona Oeste da cidade, como por exemplo, Campo Grande e Santa Cruz, onde existem indústrias.

Fica o alerta para que as autoridades e a população carioca, buscarem juntas ações que visem melhorar o ambiente urbano da cidade, principalmente no que diz a qualidade do ar, que além de provocar doenças aos seres humanos, pode afetar animais, e em casos de altos índices, pode afetar também a flora existente na cidade.

O Eco Briefing´s vai tentar disponibilizar para os leitores em breve dados de outras capitais brasileiras.

Fotos: Rio de Janeiro – Pertout / tabelas – VejaRio

Uma resposta para “Alerta no ar do Rio de Janeiro

  1. A qualidade do ar nos túneis é péssima, alguém ja ficou no engarrafamento no túnel que da acesso a Rocinha?
    Pior é ter que respirar cigarro na rua também, as pessoas jogam fumaça na cara da gente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s