O Clima afetando a segurança de vôo?

Post com update durante o decorrer do dia

Tempestade no mar_1 Semana passada o vôo 8095 da TAM despencou quase um quilômetro enquanto atravessava uma zona de forte turbulência meia hora antes de pousar no Aeroporto Internacional de Guarulhos, nas proximidades da Grande São Paulo.

Hoje pela manhã mais uma notícia dá conta de mais um incidente possivelmente ocasionado por condições climáticas adversas. O vôo AF 447 da Air France que fazia o trajeto Rio-Paris antes de desaparecer no Atlântico poderia ter sofrido avarias devido há uma forte turbulência, pois voava em uma região com fortes tempestades e raios.  

O que estes dois acidentes tem em comum?

3458890972_e33843752bComo pode-se observar neste início de reportagem, existe uma coincidência entre os dois: turbulência causando  acidentes aéreos.

Em quase todos os vôos é possível se sentir os efeitos das turbulências, alguns mais leves, com pequenas trepidações, outros mais fortes, causando aquelas constantes quedas e subiads da aeronave por alguns metros. O avião é sustentado por uma massa de ar constante, a turbulência ocorre quando no caminho a aeronave encontra uma corrente de ar quente vindo de baixo para cima, causando a perda do equilíbrio.

O Eco Briefing´s durante o dia irá tentar ouvir especialistas e pessoas ligados a aviação e a meteorologia, os quais perguntaremos se seria possível que as condições de vôo estivessem sendo afetadas pelos efeitos do aquecimento global/mudanças climáticas. Também vamos acompanhar as notícias neste sentido via imprensa.

Cumulus_Nimbus_by_Tenesica Segundo o representante da Air France no Rio de Janeiro a aeronave atravessou uma intensa zona de tempestade e turbulência por volta das 23 horas, hora de Brasília. Se realmente, como tudo leva crê, a aeronave francesa foi atingida por uma forte tempestade, esta certamente foi gerada por nuvens cúmulus-nimbus, muito temidas pelos pilotos.

Nas cúmulu-nimbus são comuns campos elétricos e descargas elétricas muito fortes.  A estrutura dessas nuvens elevam-se no céu como grandes torres de algodão, são brancas no alto e escuras na base, onde elas se juntam, formando um tecido cinzento próximo do horizonte. Os cúmulos-nimbus são responsáveis pelas grandes tempestades. 

Segundo o especialista em vôo, Douglas Ferreira Machado, em entrevista a imprensa, normalmente estas aeronaves de última gereção como os airbus são aptos a aguentar fortes turbulências.  

Para o piloto-aluno carioca Leandro Vargas, certamente os efeitos do aquecimento global podem trazer transtornos a segurança dos vôos, com tempestades mais severas e mudança repentina de direção dos ventos.

Update 13:51

imagem_c(2) De acordo com a meteorologista da Climatempo, Fabiana Weykamp em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, a tese dos efeitos de uma tempestades causando um acidente não deve ser descartada, porém, essa zona é conhecida pelos pilotos e companhias aéreas.

“Esta região tem a convergência de ventos alísios, o que diminui a pressão na região, favorecendo a formação de nuvens carregadas na direção do Equador. Dependendo da época do ano, esta zona de nuvens carregadas oscila acima ou abaixo do Equador.”

Update 14:38

itczpi3 O Inpe acaba de informar ao site do jornal O Globo que a aeronave da Air France sobrevoava uma zona de nuvens altamente carregadas.

“As imagens de satélite mostram um fenômeno conhecido como zona de convergência intertropical, um alinhamento de nuvens extremamente densas, típicas de tempestades, na rota prevista para o voo AF 447.”

Update 15:10

François Brousse, chefe de comunicação da Air France, não descarta a hipótese de um raio ter derrubado o aviação, o que seria um fato grave e raro, já que essas aeronaves são equipadas com para-raios.

"O avião pode ter sido atingido por um raio. É uma possibilidade"

Update 17:40

O Comandante Carlos Camacho diretor de segurança de vôo do Sindicato Nacional dos Aeronautas em entrevista a Folha de São Paulo, também não descarta a hipótese de a turbulência poder derrubar um avião.  

raios "Não é comum uma turbulência derrubar um avião, mas não podemos descartar. Muitos aviões já foram atingidos por raios e uma turbulência muito forte pode jogar a aeronave no solo se ele estiver voando perto de montanhas e encostas."

Update 20:10

A pouco uma reportagem da Tv Bandeirantes apresentou a posição de especialistas que acrecentavam ser muito difícil que um raio derrubasse uma aeronave como o airbus, inclusive mostraram cenas de raios caindo em boeings e airbus e as aeronaves continuando vôo sem nada acontecer. A matéria da Tv Bandeirantes também levantou a hipótese de que a cúmulu-nimbus que normalmente tem 11 km de altura, estaria com cerca de 17 km no noite do desaparecimento.

Já a Rede Record mencionou na reportagem do Jornal da Record que a aeronave deve não ter resistido a forte tempestade que estaria acontecendo no trajeto do vôo. Segundo um dos especialistas ouvidos pela reportagem da Record as aeronaves são aptas para aguentar 10 vezes a força de uma turbulência, mas de acordo com o mesmo, existe sim a possibilidade de uma tempestade muito forte ter derrubado o airbus.  

A causa do acidente pode levar a uma polêmica entre especialistas. Seria possível um tempestade derrubar um avião?Recordamos também que Furação Catarina quando da sua passagem no litoral de Santa Catarina, gerou muita polêmica entre especialistas brasileiros e americanos. Os nacionais diziam se tratar de um ciclone, os americanos que se tratava de um furacão.

Certamente o momento é de comoção, mas a partir da possível confirmação de que tempestades podem influenciar na segurança de vôos, um alerta fica no ar para análise de especialistas em aviação e segurança aérea.

Estariam as mudanças provocadas pelo aquecimento global tonando tempestades ainda mais fortes? Provocando turbulências ainda maiores, como as que inclusive fez o avião da TAM cai 1 km na semana passada? 

O Eco Briefing´s se solidariza com as famílias dos passageiros e tripulantes.

Foto: tempestade – Garantujando / avião – Flickr / cúmulus-nimbus – Deviantart / zona de covergência intertropical Meteopt / raios – Pesca de Praia

4 Respostas para “O Clima afetando a segurança de vôo?

  1. É uma hora de todos nós damos sentimentos as famílias.
    Mas foi uma boa esse blog levantar essa hipótese,mesmo pq semana passada ocorreu algo que poderia ter levado a um acidente com o avião da TAM.

  2. É muito cedo para qualquer conclusão.

  3. Eu acredito no caso de uma tempestade poder derrubar um avião. Porque não?

  4. “O airbus e uma bomba no ar”! cheguei essa conclusão devido e serie de acidente que vem acontecendo com esse modelo, espero que a airbus corrija esses problemas logo pra evitar novos acidentes…..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s