Cargueiro a vela

cargueiro_vela600 A idéia não é tão nova assim. E ao ler o título acima você deve está imaginando se tratar de um remake daquelas caravelas ou galeões do século XV que cruzavam os oceanos. 

A sábia idéia utilizada até dois séculos atrás, volta em uma versão bem moderna para auxiliar o transporte mercante da atulidade. É o presente imitando o passado, com uma solução de energia limpa e que por certo pode economizar o uso de combustíveis fósseis na propulsão de návios.

O projeto do Skysails surgiu das mãos do engenheiro alemão Stefan Wrage, ao fazer observações sobre seus dbee7e47c27ois hobbies. Empinar pipas e os barcos.

Das pipas, ele observou a imensa força gerada por elas em movimento. E dos barcos, constatou que eles andavam muito lentos. Então resolveu unir as duas idéias em um remake do que um dia já pôde ser visto nos mares. Fazendo nos dias atuais com que barcos, ou melhor, návios tivessem sua propulsão através de velas, ao sabor dos ventos.  

No início a idéia teve resistências, algumas empresas e pessoas tinham um olhar cético para o reinvento de Wrage. Porém, foi só em 2005 com o aumento do barril do petróleo, que sua idéia ganhou espaço e ficou mais fácil capitalizar o projeto.

A engenharia do Skysails consiste em uma vela em formato de paraglider, ligada por um cabo à proa do navio cargueiro. Esta é controlada por piloto automático, e pode ser acionada ou desligada durante a viagem de acordo com as condições climáticas.

A vela possui a dimessões de cerca de 160 metros quadrados e flutua a uma altura de 100 a 300 metros acima do nível do mar, onde os ventos são considerados mais fortes. O tecido que compõe o Skysails é high tech ultraleve. Há sensores colocadores estratégicamente na vela para medir a velocidade e a direção dos ventos. 

49f74ecac0 Uma das vantagens do Skysails é a redução do uso de combustível fóssil em até 50%, consequentemente a diminuição da emissão de gases poluentes na atmosfera, estimada em cerca de 146 milhões de toneladas de CO2 ao ano.

Aproveitando a força da natureza, neste caso, a força dos ventos os návios cargueiros ganham maior performance de navegação, e as companhias marítimas economizam combústivel e dinheiro, além de ajudar o planeta.

É uma perfeita integração entre a natureza e uma máquina, entre a idéia do homem e as forças naturais.

Assistam ao vídeo explicativo abaixo, sobre a tecnologia Skysails que é utilizada inclusive pela companhia marítima Beluga da Noruega.

 

Fotos: návios – Skysails

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s