Arquivo da tag: ecologia

Na trilha dos eleitos

3path

O Eco Briefings sempre terá a participação de pessoas conscientes com o meio ambiente, personalidades das mais diversas áreas que contribuem no dia-a-dia para uma maior difusão das causas socio-ambientais.

Para começar a semana trilhando boas ações, nada melhor que poesia. Assim, temos a participação da psicóloga, escritora e contista Silvana Vargas com versos que nos instigam a uma maior consciência e responsabilidade com o planeta.

Se encantem com os versos de Silvana Vargas nessa trilha ecológica.

Continuar lendo

Terra

Por André Delacerda

Chega aos cinemas sob a bandeira da Disney Nature, o documentário Terra, que traz inusitadas imagens sobre a vida de espécies que compartilham com os humanos os espaços desta vastidão de planeta.

earthmovieposter_000

Com belas, imagens, “Terra” se baseia na série de sucesso da BBC “Planet Earth” de 2006.

Em “Terra” pode-se acompanhar a vida migratória de três espécies animais espalhadas pelo globo terrestre.

dia-da-terra1

Quem guia, ou melhor é a estrela guia é o Sol. É o astro rei que ilumina a jornada pelas savanas da África acompanhando uma família de elefantes, passando pelo gelo do Artico, com uma família de urso polares e seguindo a rota migratória de uma família de baléias, em sua viagem do Equador a Antártida.

poler1

“Terra” é um épico a natureza, tendo o Sol como regente maior desta sinfonia de belas imagens, com uma melodia ecológica, uma fotografia espetacular que mostra o contidiano que se repete a cada dia nos ecossistemas terrestres e que é capaz de fascinar e emocionar pela sua singularidade, simplicidade e sutileza com a natureza caminha na estrada pela sobrevivência.

Semáfaros Solares

Por André Delacerda

O uso da energia elétrica de uma forma mais racional e a utilização  de fontes alternativas de energia – as chamadas energias limpas e sustentáveis –  vem sendo uma contante busca de pesquisas em universidades, empresas e governos.

Energia Eólica, Biocombustíveis e a energia Solar, são fontes que certamente contribuem para suprir a carência/excassez de energia vinda de fontes hidroelétricas, bem como subistitui-lá, já que nos próximos anos alguns recursos naturais hídricos serão atigindos ou já estão sendo atingidos com secas que provocam a diminuição da vazão de rios e bácias hidrográficas.

semaforos

Para economizar o uso de energia, campanhas tem sido feitas para conscientizar a população em todo o mundo. Também vem sendo desenvolvido  e utilizado lâmpadas que consomem menos, como as LEDs com consumo de 10 a 20 watts se comparada as tradicionais incadescentes que tem um consumo alto, chegando a 100 watts.

Equipamentos como semáforos, que consomem muita energia, já que ficam ligados o dia inteiro, inclusive na parte da noite, tem sido um dos focos das pesquisas, em alguns países. As lâmpadas destes aparelhos tão essenciais para o ordenamento do trânsito, vem sendo subistituido pelas LEDs, o que já provoca uma economia substancial no consumo de energia elétrica.

1240606031528_9

Um solução interessante para economia de energia nos semáforos, já está sendo utilizada na Argentina e até no Haiti.

Trata-se dos semáforos solares, que utilizam lâmpadas LEDs e são abastecidos pela energia solar, trazendo uma economia no consumo de energia de até 90%.

Estes semáforos já podem ser vistos em cidades como San Isidro em terras Portenhas, e em Porto Príncipe no Haiti. Seria uma ótima solução a ser trazida ao Brasil.

Imaginem cidades como São Paulo, Rio de Janeiro utilizando uma solução econômica e ecológica como esta.

Acredito que na região Nordeste do Brasil,  tais semáforos podem ser utilizados em grande escala, já que a região tem uma maior incidência de luminosidade do sol.

image

Uma coisa que descobrir ao encerrar este post é que já há países utilizando semáforos eólicos. Outra boa solução a ser utilizada no Brasil.

Fotos: Revista Super Interessante e Portal do ambiente e do cidadão.

Transplante de corais

Por André Delacerda

Quando pensamos em coral, logo nos vem a mente aquelas estruturas que parecem pedras, sem vida, mas coloridas, ornamentais. Porém, para a surpresa de muita gente os corais são seres vivos, não são tão pedra assim, pois são de textura gelatinosa e possuem uma importância essencial no equilíbrio dos mares e oceanos. São também, o berçario, abrigo e alimento natural para muitas espécies marinhas.

i109987

A Istoé Independente desta semana, traz uma reportagem bem interessante e que merece reprodução de alguns trechos aqui.

Trata-se de uma ação desenvolvida por biólogos japoneses, que através da substituição de pedaços do coral que se encontram mortos, por outros vivos. Estão salvando várias espécies de corais, da extinção. O Projeto vem sendo executado no mar da China Oriental, famoso pela sua cor azul-safira.

Segundo a reportagem de Luciana Sgarbi pôde apurar:

Trata-se dos corais, que formam uma barreira multicolorida e de textura gelatinosa e que estão morrendo em decorrência do avanço dos efeitos do aquecimento global. Fatores como a mudança climática e a poluição vão destruindo o berço da biodiversidade do mar e já colocam pelo menos um terço dela sob risco de desaparecimento. Os corais, que levam milhões de anos para se construir, abrigam mais de 25% das espécies marinhas. Ou seja: a sua extinção também significa o banimento de outras formas de vida que direta ou indiretamente dependem deles para sobreviver.”

Outro informação que muitos desconhecem, é que o coral ao filtrar a água para retirar nutrientes, acaba ajudando na limpeza desta. Não podemos nos esquecer que o maior ser vivo do planeta é um coral, trata-se da grande barreira de corais na Austrália, com cerca de 2,3 mil quilômetros de extensão.

Para quem ficou curioso sobre como funciona o transpantes de corais, a reportagem informa que:

“Eles perfuraram a superfície dura de corais com brocas de ar comprimido, retiraramlhes diversos pedaços mortos que os impedia de respirar e, como em um transplante de órgãos, preencheram esses espaços vazios com fragmentos de corais jovens. O resultado não poderia ter sido melhor: o “coração” do recife se pôs a pulsar.”

i1099851

Um detalhe importante sobre o ecossistema dos corais, é que eles abrigam 25% das espécies marinhas.

Fotos: Istoé Independente

Extreme Ice Survey

Por André Delacerda

Na busca por informações sobre as mudanças climáticas entre as muitas reportagens que li esta semana, um site em especial me chamou atenção.

Extreme Ice Survey, um projeto que documenta o avanço do degelo.  Traz imagens belas, mas, destruidoras e preocupantes.

jokulsarlon-ice-dsc0052-xl1

Seus idealizadores colocaram câmeras em geleiras estratégicas e conseguiram captar imagens que impressionam. As geleiras se desintegrando.

São imagens fantásticas e ao mesmo tempo preocupantes,  do que levou milhares de ano para se formar, e que se mantinha quase  em estado intacto até algumas décadas atrás, se desintegrando em questão de meses ou até semanas, devido aos efeitos do Aquecimento Global.

Vale a pena conferir o vídeo no site do documentário e também o que disponibilizamos abaixo. As imagens que muitos podem chamar de sensacionalistas, ou que podem difundir o pânico, nos servem sim, de ponto de análise para uma reflexão clara do que realmente pode ocorrer se este processo se acelerar. Se a temperatura do planeta aumentar cada vez mais, e estes imensos blocos inertes voltaram ao seu estado líquido.

Este é o objetivo sem dúvida do Extreme Ice Survey.

Foto: National Geographic